Rapper de 20 anos morre após ser baleado durante abordagem da PM em SP

Rede de Rádios

Rapper de 20 anos morre após ser baleado durante abordagem da PM em SP

 O caso ocorreu por volta das 20h50, do domingo (15)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O rapper Lucas Nascimento Conceição Silva, 20, conhecido como LK Metralha, morreu após ser baleado durante uma abordagem da Polícia Militar em Guarulhos, na Grande São Paulo. O caso ocorreu por volta das 20h50, do domingo (15).

Lucas Conceição pilotava uma moto na companhia de um garupa pela rua Professora Brasília Castanho de Oliveira, quando teriam sido abordados por policiais militares. A dupla estava na contramão, segundo a polícia.

O garupa teria sacado uma arma de fogo e o condutor avançou com a moto contra a equipe policial, que efetuou um disparo. O tiro atingiu o rapper.

O piloto perdeu o controle e os dois caíram em uma calçada da Avenida Salgado Filho. Imagens obtidas pela reportagem mostram o momento do impacto da moto no portão de um prédio.

O vídeo de uma câmera de segurança mostra que, após a queda, o garupa foge. Ele não foi identificado. Segundo a polícia, ele teria fugido com a arma.

LK Metralha permaneceu na calçada e depois foi socorrido para o Hospital Municipal de Urgências de Guarulhos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A causa da morte foi hemorragia traumática aguda por projétil de arma de fogo, segundo o atestado de óbito.

A moto tinha registro de roubo ocorrido em 15 de setembro deste ano e foi devolvida ao proprietário.

ARMA DE POLICIAL SERÁ PERICIADA

A arma do policial que atirou em LK Metralha foi apreendida para perícia. Já a arma que estaria com o garupa não foi encontrada. "Foram solicitados exames ao Instituto Médico Legal (IML) e ao Instituto de Criminalística (IC), bem como coleta de impressões digitais", informou a SSP (Secretaria da Segurança Pública) de São Paulo, em nota.

A ocorrência foi registrada como morte decorrente de intervenção policial e resistência. O caso é investigado pelo 1º Distrito Policial da cidade. A Polícia Militar instaurou um inquérito policial militar para apurar as circunstâncias dos fatos.

FAMÍLIA CONTESTA VERSÃO DA POLÍCIA

Um familiar da vítima, que preferiu não se identificar, contou à reportagem que Lucas saiu para dar uma volta com um amigo e que "não havia arma" com eles. "É verdade que a moto era roubada, mas era desse amigo dele. Se existisse uma arma, como a polícia deixaria o rapaz armado fugir, por que não atiraram nele, então?", questionou.

Pessoas que estavam próximas ao local da abordagem disseram que os policiais teriam tentado tirar a bala do corpo do rapper com um alicate, disse a afirmou o parente do rapper. "Tentaram tirar para se livrar das provas", denuncia a fonte.

A família espera que o caso seja investigado. "Independentemente da moto que ele estava em cima, mataram ele. Ainda tiveram como salvá-lo, mas o deixaram morrendo", lamentou.

Um irmão de LK Metralha também morreu durante abordagem policial, em 2020.

QUEM ERA LK METRALHA

A família conta que Lucas tinha o sonho de ser um rapper reconhecido nacionalmente. Ele já havia gravado clipes com alguns artistas conhecidos, como Raffa Moreira.

Ele morava no bairro de Jardim Santa Maria, na periferia de Guarulhos. Lucas deixa um filho de quatro meses.

Em seu canal no YouTube, Lucas aparece em clipes como "Jogado Caro", "Preto no Topo", "Mestre da Fuga" e "Sobrevivendo nas Ruas".

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem