Morte de PM mobiliza operação com 600 agentes no litoral de SP: 'vamos para cima até pegarmos todos', diz secretário

Rede de Rádios

Morte de PM mobiliza operação com 600 agentes no litoral de SP: 'vamos para cima até pegarmos todos', diz secretário

 



Ação das polícias Militar e Civil acontece em Guarujá (SP). 'Operação Escudo' foi estabelecida após PM do Rota morrer baleado por criminosos durante patrulhamento.

O policiamento em duas comunidades em Guarujá, no litoral de São Paulo, foi reforçado nesta sexta-feira (28), com aproximadamente 600 agentes para 'Operação Escudo', estabelecida após o PM Patrick Bastos Reis, de 30 anos, morrer baleado por um criminoso durante patrulhamento no local. O profissional havia sido deslocado à região para reforçar o policiamento na cidade, devido o aumento da criminalidade.


A ação, que conta com equipes especializadas das polícias Militar e Civil, acontece nas comunidades da Vila Julia e da Vila Zilda, que são interligadas por um túnel próximo do local onde o agente foi atingido pelos bandidos durante a noite da última quinta-feira (27).

O Secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, foi até Guarujá para acompanhar a operação. "Vamos para cima até pegar todos, sem exceção", disse ele, em conteúdo encaminhado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP).



Conforme apurado no local pela TV Tribuna, emissora afiliada à Rede Globo, a ação contou com o apoio dos helicópteros 'Pelicano' e 'Águia', da Polícia Civil e Militar, respectivamente. A suspeita das corporações é que os criminosos que atingiram os agentes tenham fugido pela mata e se escondido em um 'barraco'.



Operação escudo
O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, confirmou a morte do policial Patrick Bastos Reis nas redes sociais, por volta das 7h15 desta sexta-feira (28). Segundo o secretário, a Polícia Militar iniciou a Operação Escudo, com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pela ação contra os agentes.

"Iniciamos na noite de ontem [quinta-feira] a Operação Escudo, para capturar os criminosos que atiraram contra dois policiais de Rota no Guarujá. Infelizmente, um deles morreu. Não vamos descansar enquanto não acharmos os responsáveis por esse crime", escreveu ele.




Ataque
Reis era soldado das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota) e veio para o litoral paulista para realizar um patrulhamento na região. Ele e outros policiais foram atacados por criminosos armados, que efetuaram disparos de arma de fogo, na noite desta quinta-feira (27), na comunidade da Vila Zilda.

O soldado foi atingido próximo ao tórax e morreu no Pronto Atendimento da Rodoviária (PAM). Além de Reis, um outro policial foi baleado na mão esquerda e encaminhado para um hospital da cidade. Após o caso, a Polícia Militar iniciou a Operação Escuro com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pela ação.


SSP
Em nota a Secretaria de Segurança Pública lamentou a morte de um soldado da Polícia Militar, durante patrulhamento na comunidade Vila Zilda, no Guarujá. Na ocasião, um cabo também ficou ferido. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil para o registro dos fatos.











Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem